sábado, 18 de junho de 2011

Feira internacional comercializa artesanato de 20 países em Piracicaba

O artesanato revela histórias e costumes do local onde é feito. Como exemplo, no Brasil temos as rendas do Nordeste, conhecidas inclusive no exterior. E neste clima de conhecimento e cultura, a TML Promoções e Eventos, em parceria com a Prefeitura de Piracicaba, traz a Artvale - Feira de Artesanato Internacional, de 17 a 26 de junho, no Clube de Campo. Representada por 20 países e onze estados brasileiros, funcionará diariamente das 14 às 22 horas.

As peças chamam a atenção pela habilidade, capricho nos detalhes e delicadeza. Ao chegar à feira, o visitante perceberá que seu ingresso vale como um passaporte. Cada país participante traz o mais típico artesanato de seu estado ou nação. Piracicaba, com suas artes que já ganharam o mundo, não poderia ficar de fora: dez artesãos cadastrados na Secretaria Municipal de Turismo (Setur) também estarão na Feira.
Reunir tantas culturas e artesanatos de várias partes do mundo despertará no visitante o interesse de saber a origem de cada expositor, sua cultura e o cotidiano do país. E, com certeza, instigará a compra de presentes pensando nas festas de fim de ano.

Nos 80 estandes espalhados pelo Clube de Campo serão encontrados produtos tão exóticos e diferenciados que raramente são vistos no Brasil, comercializados pelos próprios fabricantes, geralmente estrangeiros que contratam assistentes e intérpretes para poder comercializar na feira.

Na Feira, o visitante encontra desde o artesanato “da vovó”, bem caseiro, passando pelos teares mineiros e os mais tradicionais artesanatos do Nordeste do Brasil, chegando até produtos que só quem viaja tem o privilégio de conhecer, como o exótico artesanato do Oriente, as madeiras dos países Africanos, além do peculiar artesanato da América do Sul.

VALORIZAÇÃO – Os artesanatos são feitos por pessoas talentosas que dedicam seu tempo para produzir peças exclusivas, onde nunca é idêntica a outra, que levam alegria e prazer a outras pessoas. Por isso, quem compra para uso ou para dar de presente um produto artesanal, está adquirindo uma peça de valor agregado inestimável.

Quando o artesanato é feito por uma comunidade, muitas vezes fica profissional e é feito em série, sendo que cada membro da comunidade é responsável por um pequeno detalhe da peça. Neste caso, quando alguém opta por este produto o valor agregado ganha mais um ingrediente, uma vez que está ajudando no desenvolvimento sustentável de uma região.

FEIRA – Famoso em todo mundo, o formato da Feira Internacional de Artesanato teve origem na Europa em cidades como Milão, Lisboa e Munique há cerca de 20 anos. Atualmente, várias feiras similares viajam pelo Brasil e pelo mundo levando o artesanato de diferentes locais do planeta, possibilitando o acesso mesmo a quem não viaja. É a primeira vez que Piracicaba recebe uma edição como esta.

GASTRONOMIA – A feira também é uma oportunidade de experimentar a culinária de alguns países e estados. No stand de Portugal há o famoso “Pastel de Santa Clara”, assim como toda a variedade de doces à base de gema de ovo. No stand da Tunísia há os mais deliciosos doces árabes.
O Brasil também é representado pelo stand do Rio Grande do Norte, que traz vários tipos de castanhas, cocos e frutas secas típicas da região. O Rio Grande do Sul com queijos e salames e ainda os saborosos Doces mineiros, com uma variedade de 31 tipos diferentes.

RENDA – Parte da renda do estacionamento será revertida para o Centro de Reabilitação de Piracicaba.

LUXO – Na feira há um variado leque de oportunidades neste aspecto. Como as luminárias feitas com cristais que custam R$ 1.200 cada. De estilo exótico e toda colorida, a peça é decorada com bolas de 15 centímetros de diâmetro, todas feitas com murano. Cada bola da luminária demora dois dias para ser feita, num processo totalmente manual.

Já as toalhas da Síria, que chegam a R$ 1.000, são todas bordadas com fio dourado num artesanato chamado Agbany, que tem uma tradição de mais de 200 anos.
Os indianos trazem seus bordados feitos à mão, por verdadeiros batalhões em peças que levam até um ano para ficarem prontas. Traduzidos em elaboradas colchas, toalhas de mesa, caminhos e tapetes que valem de R$ 180,00 a R$ 5000,00.

TURQUIA – Família turca que possui uma fábrica de vidros e cristais em Istambul é um dos atrativos principais da feira. Os turcos são supersticiosos, até mais que o Brasil. E seu artesanato revela bem essa característica.
O Olho Turco, por exemplo, que é conhecido como o “Olho que Tudo Vê” – um único olho humano cercado por feixes de luz – é símbolo do poder observador e protetor de um Ser Supremo. Na Turquia ele é muito comum, sendo usado como amuleto contra o mau olhado.
No stand da Turquia oferece-se ele em forma de pingentes, colares e pulseiras até luminárias feitas com cristais de murano que custam R$ 1.200 cada.

PERU – O artesanato peruano, colorido e muito variado, garante a sobrevivência de milhares de famílias. A qualidade das peças pode ser vista nas múltiplas formas das cerâmicas e na harmonia dos desenhos geométricos dos tecidos.
Uma das maiores expressões do artesanato peruano é a incomparável Pintura Cusquenha. Trata-se de uma técnica secular feita exclusivamente de temas religiosos, onde era usada com a finalidade de catequizar os peruanos após a tomada da cidade de Cuzco pelos espanhóis.

ÁFRICA DO SUL – O sul africano adapta qualquer material possível para produzir um artesanato bem característico, notável e criativo. Destaques às peças feitas em contas, tão típicas do País e que no passado foram insígnias da realeza tribal, mas que encontram nos dias de hoje um imenso leque de aplicações.

SÍRIA E LÍBANO – Trazendo as mais milenares das tradições, o stand do Império Árabe traz produtos como: toalhas, colchas, caminhos, almofadas e tapetes da Síria, além dos arguiles de várias cores e tamanhos que encantam os olhos.
São toalhas bordadas com fio dourado num artesanato chamado Agbany, que tem uma tradição de mais de 200 anos na Síria. O resultado são peças com riscos bem elaborados e todos trabalhados e costurados a mão com fios dourados sobre vários tipos de tecidos, como o algodão e o cetim.

TUNÍSIA – O artesanato dos países árabes tem em sua maior expressão a fabricação de óleos essenciais de perfume. Os perfumes são vendidos por mililitro em pequenos frascos de vidros soprados artesanalmente, todos bastante exóticos com suas formas e cores que remetem à cultura oriental e com o valor a partir de R$ 25. As garrafas que guardam as essências são todas confeccionadas com ouro e chegam a custar até R$ 5.000 cada.
Na Feira, as fragrâncias puras, bem mais concentradas que os perfumes, recebem nomes como Mil e Uma Noites, Afrodisíaco e Poção do Amor.

RÚSSIA – A Rússia é um dos países mais curiosos da feira. O stand apresenta desde suvenires da antiga União Soviética até a tradicional boneca “Matrioshka”.
As adoráveis bonequinhas são as mais tradicionais dos brinquedos naquele país. É constituído por uma série de bonecas, feitas de diversos materiais, ainda que o mais frequente seja a madeira, que são colocadas umas dentro das outras, da maior (exterior) até a menor (a única que não é oca). Encaixando-se tradicionalmente 7 bonecas. O grau de sofisticação das matrioscas reside, de fato, na complexidade dos motivos pintados em sua superficie.

BRASIL – O artesanato brasileiro é representado com o belíssimo capim dourado do Tocantins, os bordados do Ceará, além de outras preciosidades. Também não ficam de fora o artesanato moderno e inovador de Pernambuco.
O algodão colorido da Paraíba, as palhas de buriti traduzidas em bijuterias lidíssimas, o tradicional ferro e móveis de demolição de Tiradentes, além do belíssimo trabalho das bordadeiras do Alagoas que trazem sua renda de Filé.
Para as crianças a Feira tem as roupinhas de Barbie produzidas totalmente artesanalmente e as tiaras que são gravadas com o nome na hora.
PAÍSES PARTICIPANTES – Índia, Paquistão, Líbano, Síria, Peru, Equador, Indonésia, Turquia, Portugal, Rússia, Gana, Quênia, Emirados Árabes, África do Sul, Tunísia e Itália já confirmaram presença na Feira em Piracicaba. Do Brasil, participam os estados de Minas Gerais, Tocantins, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraíba, Goiás e Rio de Janeiro.

SERVIÇO
ARTVALE – Feira Internacional de Cultura e Artesanato
Período – de 17 a 26 de junho de 2011
Local – Clube de Campo de Piracicaba – Avenida Torquato da Silva Leitão, 297 – São Dimas – Piracicaba
Horário – Diariamente, das 14h às 22h
Ingressos – R$ 5,00; idosos acima de 60 anos e sócios do Clube de Campo pagam meia. Não pagam crianças menores de 12 anos
Realização: TML Promoções e Eventos
Apoiadores: Clube de Campo de Piracicaba, Secretaria de Ação Cultural, Secretaria Municipal de Turismo, Prefeitura de Piracicaba e Centro de Reabilitação de Piracicaba
Outras informações: www.feiraartvale.com


Clickfios.com - Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...