segunda-feira, 27 de maio de 2013

Tricô de gala

As tramas saíram do casaquinho de inverno e agora frequentam festas descoladas. Conheça o que há de novo no mundo do tricô


Parecia impensável que o mesmo trabalho do cardigã da vovó fosse à festa, mas hoje, ele transita pelas ocasiões mais especiais com a maior desenvoltura. Jacquards, lurex e modelagens que já vão programadas para a máquina de tecelagem–produzindo peças com trabalhos de sofisticação antes inimagináveis– fazem com que o produto final esteja pronto para badalar pela noite com pompa e circunstância. Duvida?

A assessora de imprensa Vivian Tiemi, que trabalha para a grife Cecília Prado, nascida em Jacutinga (MG), afirma que uma fatia considerável das vendas da marca vem da linha Cocktail. “A procura é enorme. Além de uma ótima sacada, é uma maneira de sair do óbvio e inovar. Desde que bem trabalhado, o tricô não deixa absolutamente nada a desejar quando comparado aos vestidos longos de seda”, diz.

Eles são mais descolados e moderninhos que os cocktail dresses tradicionais. Segundo a estilista da Coven, marca com mais de 20 anos no ramo, Liliane Rebehy, “ir a uma festa com um vestido de tricô já é, por si só, extremamente moderno. Para complementar, basta fazer a escolha correta dos acessórios e arrasar!

 A Coven se baseou no mundo dos insetos para criar uma coleção cheia de transparências em saias longas e vestidos com modelagens extremamente elaboradas. Modelagens essas que já são criadas no papel, antes da peça ir para a máquina de tecelagem. O produto é assim construído desde a sua criação, e sai pronto da máquina. “Temos peças com tempos de tecimento  e montagem altíssimos, que exigem processos extremamente minuciosos, máquinas cada vez mais modernas e mão de obra extremamente qualificada”, afirma a estilista da Coven, Liliane Rebehy.

Já a GIG, grife de Gina Guerra e Patrícia Schetino, inspirou sua coleção de verão em reis, barões e pierrôs das festas burguesas de Carnaval. Tudo muito luxuoso e brilhante, com cara de baile, para que a roupa tecida circule sem percalços por todas as ocasiões do dia.

Tecnologia
E o que mudou tanto, fazendo com que o tricô tenha saído de dentro de casa para circular fino na noite? A tecnologia, sem dúvida. “Hoje existem vários tipos de beneficiamento para se fazer em peças de tricô: stonewash (mesmo processo de lavagem do jeans), cardamento (aspecto de fio penteado através do desembaraçamento das fibras), silk, sublimação, tingimento, estamparia e diversos outros processos. Basta usar a criatividade para explorar infinitas possibilidades”, diz Vivian Tiemi, da Cecília Prado.

Lívia Marassi, consultora do polo de moda de Monte Sião (MG), detecta hoje uma tendência marcante em relação à tecnologia voltada para a moda festa no tricô. “Podemos notar novas técnicas como as estamparias em foil que deixam o tricô com aspecto de couro metalizado, as aplicações de pedrarias e também os fios, que a cada estação estão mais tecnológicos, possibilitando criar texturas e toques diferentes nas peças”, diz Lívia

Clickfios.com - Sua loja de armarinhos 24 horas na internet!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...